O líder que habita cada um de nós.

Daniel Goleman é psicólogo, grande professor e pesquisador, fonte de conteúdo e livros como Inteligência Emocional e Foco dentre tantos outros. Nestes livros ele trabalha muito a importância da autoconsciência dos pensamentos, sentimentos, emoções e ações. O resultado desta autoconsciência somado a atenção e foco pode ser justamente o que falta para muitos de nós, que estão em busca de resultados, mas não chegam lá e que muitas vezes se perdem no meio do grande universo de informações e demandas imprevisíveis da vida.

O olhar que ele traz sobre a liderança nas organizações ressoa positivamente com o que penso e vivo na prática na minha liderança em casa, na maternidade, na família e em sala de aula como professora, e também nos muitos anos em que estive a frente da direção e coordenação pedagógica da minha antiga empresa.

“A maior parte das competências é construída com base na empatia: forças de relacionamento, como influência e persuasão, trabalho em equipe, cooperação e coisas do gênero. Porém, essas habilidades de liderança mais visíveis não se baseiam apenas na empatia, mas também na capacidade de gerenciar a nós mesmos e perceber como o que fazemos impacta os outros.”

Gerenciando a si mesmo é também título de um livro da Bussiness Harvard review, que chega a mesma conclusão. Antes mesmo de exercer a liderança em equipes, nos núcleos familiares ou aonde for o caso, é essencial conseguir gerenciar os próprios pensamentos, ações, sentimentos e emoções. O desenvolvimento da Inteligência Emocional nos capacita a avaliar nossos pontos fortes e fracos para assim, ajudar e orientar quem quer que esteja sob nossa orientação; pode ser filhos, familiares, amigos, colegas de trabalho, funcionários, etc.

Segundo Goleman, a consciência de nós mesmos e dos outros, e suas aplicações no gerenciamento do nosso mundo interno e dos nossos relacionamentos, são a essência da inteligência emocional. Ainda dele e em suas palavras: “para falar do coração, para o coração, um líder precisa primeiro conhecer seus valores. Inspirar liderança demanda estar em sintonia tanto com uma realidade emocional interna quanto com a daqueles a quem queremos inspirar”.

O olhar para dentro de si faz a diferença na vida de quem se dá este presente que é igualmente um desafio. Digo desafio porque nos coloca de frente com a verdade, a vida é realmente isso tudo junto e misturado que acontece no dia a dia de cada um de nós. E da mesma forma que para ser feliz precisamos ter coragem, precisamos convocar a coragem de vermos a nós mesmos e os outros como eles são. Como já dizia o professor Hermógenes, eu entrego, confio, aceito e agradeço o que a vida tem me dado e o que cada um tem trazido para os ciclos de convivência.

Ainda de Goleman e bem de acordo com o que penso e como encaro minha responsabilidade diante dos meus filhos, alunos, clientes, familiares e amigos, ele diz:

“No sentido que os líderes influenciam ou orientam as pessoas na direção de um objetivo compartilhado, a liderança é algo amplamente distribuído. Seja numa família, nas redes sociais, numa organização ou na sociedade como um todo, somos todos líderes, de um jeito ou de outro.”

Escolher ver a verdade dos fatos e situações nos coloca diante da autoresponsabilidade perante nossas escolhas e consequências. Assim, evitamos esperar demais ou de menos do outro e de nós mesmos.

Dani.

0 visualização
Inscreva-se para receber conteúdos e novidades!