Que tanto você está se entendendo?

‘Escute… Estamos continuamente ouvindo informações vindas do mundo à volta e dentro de nós. Minimize distorções abaixando o volume do seu diálogo interior. Imagine que o universo está prestes a sussurrar a resposta às suas questões mais profundas…

Escute… Simplesmente e sem analisar ou comentar qualquer som que entra na esfera da consciência. Não rotule os sons. Se começar a pensar, lembre-se de apenas escutar …

Escute os sons sem esforço. Deixe-os chegarem a você. Não há necessidade de retesar ou fazer força. Confie. Renuncie ao controle. Fique à vontade. Tranquilidade… silêncio… atenção….

Escute… Perceba como os sons surgem… e desaparecem… fundindo no silêncio ou em outros sons. Não tente detê-los, permita que fluam… Escute… Para onde os sons vão? Escute… De onde vêm os sons? Escute… Viva a experiência de como o espaço de sua consciência acomoda sem esforço uma sinfonia de sons, pensamentos, sensações, sentimentos e visões que se interpenetram simultaneamente. Deixe seu corpo-mente relaxar numa claridade sem impedimento.

Escute… Permita que as respostas a essas questões venham como compreensão, não como pensamento. Escute… E reflita… quem está ouvindo?

Somos a presença mental que conhece os pensamentos. As práticas meditativas são executadas com uma tríplice meta: A primeira é descobrir e transformar os hábitos mentais limitadores que bloqueiam nosso pleno potencial. A segunda é cultivar e manifestar ativa e mais plenamente nosso potencial de sabedoria, inteligência criativa, calma constante, bondade amorosa e compaixão.

Terceira, quando realmente considerada a sério, praticamos com motivação não apenas para nos libertarmos das limitações e despertarmos para nossa verdadeira natureza e nosso potencial, mas para sermos mais eficientes ao ajudar os outros a também realizarem seus potenciais. Trabalhamos em nós mesmos, porque compreendemos que isso nos tornará um pai ou mãe melhor, um amigo ou amiga melhor, um ser humano mais sensível e criativo que contribui para sua comunidade.

Nosso trabalho interior é uma oferenda para o mundo.

[O Poder da Meditação, Joel e Michelle Levey] ‘Ninguém pode aprender por você assim como ninguém pode comer por você. Não pode haver progresso a menos que haja a vontade de assumir a responsabilidade.’ [Peter Rendel] ‘(…) o verdadeiro trabalho de uma vida é alcançar e realizar a conexão e a inteireza, aprofundar o equilíbrio, aumentar a capacidade de sentir inspiração e sabedoria, senti-las profundamente e passá-las adiante o mais longe e amplamente possível.’ [O Poder da Meditação, Joel e Michelle Levey] ‘As escolhas na vida de alguém que medita são muito simples: faça aquelas coisas que contribuem para sua conscientização e evite aquelas que não contribuem. [Sujata]

Texto: Moema Alencar

0 visualização
Inscreva-se para receber conteúdos e novidades!